FALTA DE AUTONOMIA  

Exemplo de imagem
Quando a criança cresce dependente dos pais, ou seja, quando eles não estimulam sua autonomia e fazem tudo por elas, teremos adultos inseguros e sem iniciativas.

Crianças devem fazer sozinhas o que cabe para a faixa etária delas e assim constroem passo a passo o caminho da autonomia e isso é papel da família, pois isso lhes trará segurança, independência e autonomia.

As escolhas na idade infantil devem sempre vir acompanhadas da reflexão de suas consequências. Se isso ficar claro para a criança ela certamente aprenderá que ao fazer escolhas assume com elas suas consequências. Quando damos a uma criança o poder de escolha, estamos incentivando a tomada de decisão. A criança que escolhe, não vai necessariamente, mandar nos pais, pois o poder de decisão não é dela e sim de quem propõe a escolha. Pais conscientes não lhes farão propostas impossíveis. Com isso, constrói-se uma relação saudável ao longo da vida.

A autonomia precisa ser estimulada, para que não haja o risco dela crescer e se tornar um adulto indeciso, inseguro, sem iniciativa, dependente.Provavelmente aquele que não sairá da casa dos pais, pois não consegue se virar sozinho.

A importância está na conscientização, pois ela aprenderá que para toda ação há uma reação e que se a escolha foi sua terá que conviver com as consequências posteriormente.

Vale lembrar que uma criança nunca está pronta. Ela deve ser sempre acompanhada e monitorada em suas escolhas, pois este é um processo na formação da personalidade. A criança que reflete quando colocada frente a uma situação começa a mostrar sinais de maturidade e aos poucos pode ir correspondendo às tarefas que o adulto lhe concede.



Autonomia é a necessidade de se separar dos pais e funcionar de forma independente no mundo, é cortar o cordão, seguir seu caminho, ter uma vida própria, uma identidade, objetivos, independente da aprovação ou das diretrizes dos pais.

Pais maduros incentivam a autonomia, sabem que a criança precisara dela para ser um adulto saudável, que saberá se cuidar. Pais assim acreditam que a criança tem (e terá) capacidade de lidar com suas responsabilidades e saberá julgar e tomar as melhores decisões para si e para seus entes queridos.

Pais maduros encorajam (com supervisão é obvio) os pequenos a se aventurar, a descobrir coisas, incentivam a curiosidade, a interagir com os outros. Atitudes assim são fundamentais para que a criança desenvolva dentro das etapas corretas, uma identidade separada da deles.

Pais superprotetores passam uma mensagem que o mundo é um lugar perigoso, onde há perigos e pessoas más em cada esquina. E por isso ela não tem capacidade de se autogerir, de fazer suas próprias escolhas e julgamentos .Crianças criadas nesse modelo poderão se tornar adultos dependentes e emaranhados .São aquelas pessoas que nunca conseguem se mudar da casa dos pais , ou que casa e faz uma edícula no fundo da casa deles , ou leva a mãe para morar com eles .É obvio que existem situações onde esses fatos podem ser coisas normais, o problema é quando ocorrem devido a esse sentimento de falta de autonomia , onde a pessoa só se sente segura com a presença ou a proximidade dos pais .

Não conseguem tomar nenhuma decisão sem a anuência deles. Perdem excelentes oportunidades de trabalho porque teriam que se mudar para longe, ou que durante rusgas envolvendo os pais e o cônjuge, sempre fica do lado dos pais.

Pessoas sem autonomia , mesmo que consigam se distanciar ou sair da esfera de influência dos pais por algum motivo , tem grande chance de colocar alguém para exercer esse papel, como um cônjuge centralizador .Alguém mais forte , mais sábio , mais proativo que toma as decisões comuns sem dar espaço para que a pessoa exerce sua individualidade .Quando se trata de uma mulher , ela pode se fundir com a personalidade do marido a ponto dela perder sua própria identidade .Ela passa a não ter interesses, projetos ou amigos próprios . Tudo é do marido. Pessoas assim em caso de separação, ficam totalmente desnorteadas, sem chão, como uma criança que se perde dos pais numa multidão.

Os pais maduros sabem equilibrar a liberdade e o controle da criança, sabem estimular a autonomia até que a criança se sinta segura o suficiente para se aventurar, para se sentir competente para lidar com suas próprias responsabilidades. Pais maduros são aqueles que ao ensinar a criança a andar de bicicleta, ficam ao seu lado, colocam as rodinhas e ficam ao seu lado , até que ela aprenda . Entendendo que haverá algumas quedas e ralados, mas que fazem parte do processo. Mas uma vez a criança aprendendo a pedalar, gentilmente saem de cena e confiam na capacidade da criança de se equilibrar. A bicicleta é uma excelente metáfora da vida, nós não podemos e nem devemos pedalar ou ficar eternamente ao lado de nossos filhos.



1-quem ensinou você a andar de bicicleta?

2-quem ensinou você a nadar?

3-voce tem 50 anos e ainda mora com seus pais?

4- já perdeu oportunidades por não querer sair de perto dos pais?

5-devemos estimular a autonomia de nossos filhos.

6 superproteger os filhos é condena-los a eterna dependência.

7-superproteger filhos é a receita eficaz para criar adultos inseguros.

8- sente que não consegue gerenciar sua vida sem opinião dos seus pais?

9-quantas vezes já desistiu de algo só porque desagradava seus pais?

10-quem tenta proteger os filhos além da conta, os condena a uma eterna sensação de insegurança.

11 – você não consegue se enxergar vivendo sem seu marido (esposa ) ?

12-Voce já imaginou como seria sua vida se perdesse hoje seu esposo(a)?
Participe do meu grupo no WhatsApp! Orientações exclusivas, para quem quer desbloquear os motivos inconsciente que sabotam sua vida e Felicidade.
Feito com
Logo da Klickpages